Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Geografia Pantaneira

Planície pantaneira
http://picasaweb.google.com/jhbadi/PantanalPulsante?authuser=0&feat=directlink
Zona de fronteira.
Mutientias se fazem presente.
Gente transitando
Território em transe.
Hora aqui, hora ali.
Pantanal
Água que unifica
Mediando a vida da gente
Inconscientemente.
A razão do mundo
Deixa o povo descrente.
Vem a cheia e a vazante
Gera conflito e preocupação
Coisa da tal globalização!
O que outrora harmonizava
Tangia o cotidiano
Invertido teve o seu valor.
Porém não se faz indiferente.
Movimenta sua imensidão.
Engole a terra
E as benfeitorias existentes.
Pantanal terra da gente.
Povos tradicionais
De cultura maravilhosa!
Índios, negros, mestiços, brancos
Agricultores, pescadores, criadores.
Planície de clima quente.
Pulsante!
Mata a sende do continente.
De forma constante e singela
De paisagem das mais belas
De vida livre
Sem fronteiras.
Ah! Planície pantaneira
Em sua grande parte horizontal
Com algum acidente
De acordo com todas as suas contradições.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Serra e Essência

http://www.flickr.com/photos/johnzappa/sets/72157625815768716/show/

Uma jornada se inicia.
Com aventura e emoção
onde os seres apenas são
na grandeza e na imensidão
As águas não cansam de transformar
No ar, na terra, em todo lugar
Está em todos os ângulos
Coisa de se apreciar
A vida segue devagar
Num lugar para se encantar
de qualquer forma pode se chegar
Vivenciar e contemplar
Atenção nos detalhes!
O presente e o passado são reveladores
não importa como e onde está
O tempo passa devagar.
Os velhos sabem como lidar
Depende da forma de olhar
Encantamento e reflexão.
Artifícios podem fazer parte
Ser parte e se integrar
A imagem está ao olhar de quem vê
Pessoas buscam alternativas
As coisas existem lá
Como um infinito movimento.
O horizonte é revelador
Reflexão que reflete indagação
Vamos comemorar!
No calor do fogo da vida
Ah! Quero poder voltar...
Simplesmente estar lá
Onde os nativos são coroados
E coroados sempre serão
A vida vem e vai
Como uma delicada forma de se tratar
Que lugar!
Pode-se apaixonar.
A simplicidade contagia
Seja como for
a terra é cultivada por sábios ao olhar da rocha branca
Fruto de terra fértil e cultura ancestral
Com história
E pessoas para contar.
Cabe tudo em uma gota
Mesmo a imensidão desse lugar.
Vem a lição do universo
Magia de nosso lar
Com carinho, na forma inesquecível de um ser
Daqueles que fazem nosso amanhecer sorrir.
Falam de nossos sentidos
Quando estamos integrados
Agora podemos ser e sentir
Milhões de anos acima dos 500 metros
Até onde puder chegar
Sentir e refletir
Como é bom estar aqui!
Como os bichos
Para onde olhar?
As formas são formas
Lá existem e são conquistadas com o coração.
A terra se abre
A mente viaja
De-li-ca-da-men-te.
Chegar e se apaixonar
Lugar de transformação repentina
E vagarosa...
Imponente
Não há como ficar indiferente.
Somos a consciência da existência
Selvagens integrados
Até a hora de voltar
Quero estar nesse lugar.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Impressões sobre a humanidade

Contra-cultura, cultura.
Cultura do contra, teoria.
Cultura, expressão.
Manter, fortalecer, exercer.
Cultura.
Fazer acontecer e aparecer para ser.
Estamos com febre.
Deixar o que somos e ser o que sentimos.
Suplicações.
Que o elo seja pela cultura.

sábado, 2 de outubro de 2010

Colhendo Sustentabilidade

Mega projeto.
Grande solução.
Para erradicação da fome.
Humilhante ao cidadão.

Resgatando a agricultura tradicional.
Vivendo em harmonia com a natureza!
Plantamos e colhemos com fartura.
Sem necessidade de envenenar a terra.
A pior das loucuras!

Na preparação dos canteiros.
Com diálogos e sabedoria.
Plantamos verduras saudáveis.
Regada a pitada de amor e carinho.
Nas horas do sol a menos.
Bem cedinho!

A composteira a base da manutenção das hortas.

Reaproveitando as poda das gramas, cascas, frutas e verduras, cascas dos ovos etc..

Os microorganismos e as minhocas se encarregam da purificação dos adubos .
Com economia
Na produção do pão nosso de cada dia!

Vamos dar as mãos.

Plantar ervas medicinais e aromáticas.
É salutar, arte-terapia.
É qualidade de vida.
É sabedoria!

Mãe natureza.
Nos fornece: ar puro, solo fértil e água limpa.
A riqueza brota da terra.
Sem desperdício e com solidariedade.
Há muita fartura para toda humanidade.

Sementes sem tratamentos químicos.
A consciência resgatando a originalidade.
Teremos grãos saudáveis.
Para semear o campo.
Com amor e prosperidade.

Após as jornadas.
Reunimos em grande círculo.
Diálogos das tarefas.
Abraços fraternos.
Em clima de festa!

Fidelcina (Dé)